Pedro Matias - http://p-matias.blogspot.com - Team Abarth Petronas

Pedro Matias On segunda-feira, 28 de maio de 2012



Nos dias 25 e 26 de Maio a Team Abarth Petronas competiu no Rali Serras de Fafe, 2.ª prova pontuável para o campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM 2012.

A equipa está de parabéns pois, após esta prova, a Team Abarth Petronas detém o 1º lugar no campeonato,  e “este excelente resultado”, segundo Pedro Matias, “supera as nossas expectativas e deixa-nos orgulhosos”.


No que toca à prova realizada no Rali Serras de Fafe e conforme previsto anteriormente pelo piloto Pedro Matias, esta prova foi um “novo desafio” sendo que “a estreia em terra correu como previsto. O Piloto completa dizendo que “devido à viatura com a qual alinhamos nesta prova e à minha falta de experiência neste tipo de piso, sabíamos que era difícil lutar por um lugar entre os primeiros mas o que pretendíamos era obter o maior número de pontos possíveis, o que foi  efectivamente conseguido.”


De facto, quando os pisos estavam mais molhados a team Abarth Petronas conseguiu obter tempos melhores. No entanto quando o tempo começou a ficar mais seco, a potência falou mais alto e a equipa ficou, dessa forma, sem hipóteses para lutar contra a concorrência.

O objectivo principal da equipa também foi conseguido. Pedro Matias sente que tem evoluído cada vez mais como piloto no principal campeonato de ralis em Portugal para veículos de duas rodas motrizes, a equipa tem conseguido dar retorno aos seus patrocinadores.


O Team Abarth Petronas pretende continuar na senda dos bons resultados, e é o que se prepara para fazer já na prova do Rali Centro de Portugal, que decorrerá nos dias 21 e 22 de Setembro.

Pedro Matias On quarta-feira, 2 de maio de 2012


 

A 1.º prova do campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM 2012 em Vieira do Minho foi aquilo que se pode definir como emocionante e um excelente começo para a nova Team Abarth Petronas e o seu Abarth 500 R3T.


Após sucessivos problemas encontrados nas provas de sábado e domingo, a equipa mostrou a sua garra e vontade de ser bem sucedida e venceu a forte chuva de granizo que invadiu o rali Targa no ultimo troço, tendo conquistado um excelente 2.º lugar.

O piloto Pedro Matias e a sua equipa ficaram muito satisfeitos pelo resultado obtido. “Apesar de todas as dificuldades técnicas que tivemos, conseguimos dar a volta à situação e obter um excelente 2.º lugar, indo ao encontro dos nossos objectivos”, diz Pedro Matias.


Ao serem confrontados pela chuva de granizo no último troço da prova a Team Abarth Petronas enfrentou “... com perseverança a forte chuva de granizo que invadiu o ultimo troço” tendo conseguido acabar a prova “...com um resultado que nos deixou muito satisfeitos”.

De salientar que esta prova de ralis foi  difícil e desafiante para todas as equipas tendo inclusive a chuva e o granizo contribuído para a desistência de algumas equipas concorrentes.


A equipa agradece o apoio dos seus patrocinadores: Abarth, Petronas, Fiat Crédito, Ficacém, Berner, NSA Gras Savoye, Ocyan, Ourique Rent-a-Car e Jornal do Golfe, e pretende continuar na senda deste bom resultado obtido já na próxima prova, no rali Serras de Fafe, que decorrerá nos dias 25 e 26 de Maio.

Pedro Matias On quinta-feira, 26 de abril de 2012



O campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM 2012, que inicia já dia 28 de Abril em Vieira do Minho, irá ter este ano a participação da nova Team Abarth Petronas com um Abarth 500 R3T.

A nova equipa surge liderada pelo piloto Pedro Matias que pretende assim “... continuar a minha evolução como piloto no principal campeonato de ralis em Portugal para veículos de duas rodas motrizes”, aposta neste campeonato pelo facto de ser aqui que poderemos dar maior retorno aos nosso patrocinadores”.

Pedro Matias escolheu Sergio Rocha como co-piloto para esta época, certo de que “a experiência do mesmo será uma mais valia para a equipa”.

Este ano a equipa conta com o apoio dos patrocinadores Abarth, Petronas, Fiat Crédito, Ficacém, Berner, NSA Gras Savoye, Ocyan, Ourique Rent-a-Car e Jornal do Golfe.

Os troços e horários 1.ª prova de Ralis 2L/2RM 2012, organizada pelo Targa Club, poderão ser consultados aqui.
A lista de inscritos para o Rali Targa Vieira do Minho pode ser consultada aqui.

Pedro Matias On terça-feira, 18 de outubro de 2011



Já foi comunicada a lista de inscritos para o Rali de Mortágua que vai contar com quase meia centena de participantes.

O Team Berner Ficacém vai alinhar com o número 43 na inserido na Taça de Portugal de Ralis e irá fazer o mesmo percurso que a caravana do CPR/CPR2.

Pedro Matias On terça-feira, 27 de setembro de 2011

'Sponsor Rally Day' em Portugal -

Um rali apenas para patrocinadores! O que lhe parece a ideia? Num tempo onde os pilotos se debatem cada vez com mais dificuldades para obterem patrocínios, Portugal irá ter o primeiro rali para patrocinadores, numa iniciativa que colocará ao volante quem normalmente 'passa o cheque'. A ideia partiu de Vítor Carvalho (o popular 'Vitinho') que juntamente com os apoios da Q & F, Gondomar Automóvel Sport e a Câmara Municipal de Valongo não tardou em apresentá-la à FPAK que, de imediato, a aprovou oficialmente.

A prova, denominada, Sponsor Rally Day terá lugar no próximo dia 3 de dezembro e cumprirá todos os pressupostos de um normal rali onde, por uma vez, 'os patrocinadores terão oportunidade de perceber realmente o que durante toda uma época patrocinaram, as emoções que provocam e, talvez mais importante, até onde e a quem chegam, efetivamente, as suas mensagens ou produtos', conforme explica Vítor Carvalho.

O Sponsor Rally Day terá como única imposição que ao volante estejam até um máximo de dois patrocinadores (no caso de serem dois, um fará a parte matinal da prova e outro a secção da tarde) e que o seu co-piloto seja o 'normal' piloto da equipa ou o seu habitual navegador. Em termos competitivos, o rali terá cerca de 30 quilómetros de provas especiais cronometradas, sendo dois troços efetuados de manhã e dois da parte da tarde. 

Para o efeito poderão alinhar todos os tipos de carros de ralis (CPR, Open e Regionais), desde que homologados e com passaporte técnico, num rali, sem dúvida, original e que terá como centro nevrálgico a zona de Alfena (Valongo).

por Filipe Pinto Mesquita para Autosport

Pedro Matias On terça-feira, 20 de setembro de 2011


Decorreu no passado sábado o Rali Centro de Portugal, mais uma prova bem organizada pelo Clube Automóvel da Marinha Grande.

Para nós foi o regresso aos ralis após uma paragem de quatro meses, a última prova em que tinha participado foi o Rali Vidreiro em Abril.

À partida para o Rali do Centro os nossos objectivos eram claros: testar em prova a nova solução de travões que montámos, fazer quilómetros e testar a fiabilidade do Abarth numa prova com o percurso igual às do CPR, continuar a minha evolução como piloto e ganhar ritmo competitivo para o resto da época.

Nesta prova não pude contar com o meu navegador habitual o Nuno Rodrigues da Silva, que nas provas do CPR alinha com o piloto Hugo Mesquita, por isso a acompanhar-me neste rali tive o experiente Sérgio Rocha.


O dia começou bem e no primeiro troço do rali "Caranguejeira" conseguimos o 3º melhor tempo na taça e 1º entre as viaturas de duas rodas motrizes. 

No segundo troço numa zona muito suja tivemos uma ligeira saída de estrada e demos um toque que danificou bastante o escape, ainda assim conseguimos o 4º melhor tempo no troço, e ocupávamos a 2ª posição do rali.

Nas segundas passagens pelos troços da manhã fizemos o 3º e 5º tempo respectivamente, sendo que os danos provocados no escape viriam a condicionar bastante o andamento, provocando um aquecimento exagerado do turbo e gerando consequentemente uma perca de potência acentuada.


Na chegada ao parque de assistência da Marinha Grande ocupávamos a 3ª posição, num rali longo como este e apesar dos problemas era um bom resultado. A Integra Support tentou resolver o problema do escape, mas apenas conseguiram minorar o problema e já sabíamos que iríamos continuar a sofrer principalmente nos troços mais longos e enquanto se fizesse sentir mais calor.

Tivemos que compensar a falta de potência que fomos sentido ao longo dos troços da tarde, arriscando um pouco mais para tentar perder o mínimo de tempo possível para os nossos adversários. Apesar de todos os nossos esforços acabaríamos por descer até ao 5º lugar no rali no final da 7ª PEC.


À partida para o 8º troço estávamos a cerca de 9 segundos do 2º lugar e sabíamos que tínhamos que dar o nosso melhor se quiséssemos aspirar a um bom resultado no final da prova. Com a temperatura do ar a começar a baixar, os problemas de sobreaquecimento do turbo também se faziam sentir menos, facto esse que nos permitiu ganhar o troço e voltar a assumir a terceira posição na classificação.

Costuma-se dizer que um azar nunca vem só... e neste caso foi bem verdade, no final do troço ficámos sem embraiagem, tínhamos que tentar chegar novamente ao parque de assistência e esperar que a equipa conseguisse encontrar uma solução para o problema.


Era nos troços da noite que iríamos sentir menos falta de potência e sabíamos que era aí que teríamos de atacar, com os problemas que o primeiro classificado Renato Pita tinha de turbo sabíamos que tínhamos ainda hipóteses de chegar à vitória na prova. 

O problema de embraiagem acabou por não ter solução e tivemos que fazer os quatro últimos troços a arrancar com o motor desligado e com a 1ª engatada, à espera que o motor de arranque colaborasse e nos pusesse em marcha... 

Muitos segundos perdidos, mas mesmo assim ainda conseguimos ganhar a segunda passagem pelo "Canto do Ribeiro" e subir novamente à segunda posição da geral.


As duas passagens pela super especial é que se viriam a revelar demasiado curtas para que pudéssemos recuperar o tempo perdido no arranque e assim acabámos por cair para a 3ª posição final, após a desistência do Renato Pita e fomos os primeiros da categoria III.

Esta foi uma prova cheia de revezes, em que o espírito de sacrifício e a persistência acabaram por ser determinantes no resultado final. Foi o primeiro pódio do Abarth, que para nós teve sabor a vitória!

Quero agradecer ao Sérgio Rocha por ter sido um grande companheiro nas batalhas que travámos ao longo de todo o rali, à Integra Support por terem feito o possível e o impossível para que conseguíssemos terminar a prova e aos patrocinadores do Team Berner Ficacém por viabilizarem este projecto que por certo é também para vós um motivo de orgulho.